top of page
  • Foto do escritorMarcio Weber

Festival Scope promove nova edição do programa "Fêtes de septembre" com filmes belgas de graça


emblema do evento com título da edição
Foto: Divulgação


A plataforma Festival Scope traz filmes belgas de graça em parceria com Wallonie-Bruxelles International (WBI), retorna novamente com a edição "Fêtes de septembre", com exibições online que destacam produções com caráter feminista. Disponibilizando ao espectador 15 produções variadas, entre longa, média e curta metragem.


O enfoque traz uma seleção plural e variada e apesar da seleção priorizar filmes contemporâneos, o espectador terá a oportunidade de conferir gratuitamente Jeanne Dielman 23, Quai Du Commerce,1080 Bruxelles (1975) de Chantal Akerman, eleito pela revista Sigh & Sound como melhor filme de todos os tempos, e traz uma mulher que vive numa rotina sufocante e tediosa, até que algo muda essa rotina.


Jeanne (Delphine Seyrig) sentada na cozinha em um plano fixo lateral
Foto: MUBI



Ademais, o público tem a oportunidade de conferir filmes como ainda recente "Il pleut dans la maison" ", exibido no festival de Cannes na seção da Semana da Crítica, o filme foi premiado na categoria "French Touch Prize" para promover o setor cultural e econômico da Indústria Francesa. A sinopse do filme abaixo:


Os dois jovens protagonistas estão consumindo um  doce
Foto: Semaine de la critique

Foto: Semaine de la critique


Um verão tempestuoso e quente em meio a um lago turístico, um jovem de 17 anos Purdey e seu irmão mais novo Makenzy estão numa linha tênue entre a experiência da adolescência, encontrar amor e cuidar um do outro.

Presente na edição de Rotterdam, outro destaque fica por conta de "Lucie per son cheval" de Claude Schmitz, que promete uma abordagem onírica para uma aspirante a atriz com uma filha pequena e está passando uns dias na casa da avó.


Duas mulheres estão vestidas de cavalheiras medievais uma está em pé e a outra deitada
Foto: Divulgação


"Uma vida demente" de 2020, foi indicado em cinco categorias do Magritte Awards, uma das principais premiações da indústria cinematográfica da Bélgica e saiu com quatro prêmios, inclusive melhor filme e melhor atriz para Lucie Debay


Uma mulher abraça um homem que está vestido com as mesmas cores que pano de fundo do quarto
Foto: IMDB



FILMES:


Jeanne Dielman,23 quai du commerce, 1080 Bruxelles (1975) - Chantal Akerman (3h22 min.)

I Don't Belong Anywhere - The Cinema Of Chantal Akerman (2015) - Marianne Lambert (1h07min.)

Il pleut das la maison (2023) - Paloma Sermon-Daï (1h20min.)

Lucie per son cheval (2021) - Claude Schmitz (1h22min.)

Witz (2018) - Martine Doyen (1h27min.)

Une Vie Démente (2020) - Ann Sirot, Raphaël Balboni (1h27min.)

The Miniscules (2021) - Khristine Gillard (2h30 min.)

Dans Le Silence D'une Mer Abyssale (2021) - Juliette Klinke (19min.)

Ce qui bouge est vivant (2023) - Noémie Marsily (11min.)

Mothers (2019) - Hippoliyte Leibovici (22min.)

Récit de soi (2018) - Géraldine Charpentier (05min.)

Algorithms of Beaty (2022) - Miléna Trivier (19min.)

Une fille de quessant (2018) - Éléonore Saintagnan (28min.)

Pyrale (2020) - Roxanne Gaucherand (48 min.)

Sister in Arms (2022) - Henri de Gerlache (1h10min.)


As produções estarão disponíveis no mundo todo de 15 de setembro até 15 de outubro. Gratuitamente, com o máximo de 1,000 visualizações por filme



Comments


bottom of page